domingo, 18 de outubro de 2009

Parabéns

Por Saul Brandalise Jr.

Provavelmente, você faz e age como eu sempre agia... Quando cumprimentávamos uma pessoa que estava fazendo aniversário simplesmente dizíamos:
PARABÉNS!

Mecânico, automático e sem o mínimo conhecimento do sentido real da expressão. Muitos anos de vida é o sobrenome de parabéns. Não é verdade?
Pois bem. Quando completei 60 anos pude perceber que na realidade a palavra é simplesmente mágica. E foi sem querer, mas sentindo profundamente a energia, que dei a seguinte interpretação para ela, num discurso, depois que fui surpreendido em uma festa na empresa que dirijo:

Para, no sentido de enviar e não de interromper alguma coisa. Uma caminhada, por exemplo. Se fosse para interromper teria o "R" - parar.
Bens, no sentido de valores de essência, aqueles que não são mensuráveis em "espaço" pecuniário. Neste caso, jamais um carro, uma jóia e, sim, um abraço.
Portanto, quando manifesto os meus parabéns, estou oferecendo a minha profunda energia para os valores de alguém. Estes serão alimentados pela fonte energética que a própria pessoa possui.

Quando aplico esta palavra, entrego a você o que tenho de melhor da minha essência, neste momento em que a sua cumpre mais uma etapa de aprendizado. Aniversário é marco. Não faça uma festa simplesmente por fazer.
Analise bem quem for convidar e por que esta pessoa deve dividir com você este momento mágico de sua vida. Muitas pessoas celebram festas sem sentirem em essência a real importância da mudança de ciclo evolutivo. Sua festa não pode ser um acontecimento social. É a sua festa, o seu marco.

No meu dia, deixei tudo de lado e fui até minha mãe que tem 89 anos. Quis dividir com ela os meus 60. Nasci às 13:30 horas e foi neste exato momento que cheguei até ela de surpresa. Quis lhe agradecer por ter me dado vida e permitido assim que eu pudesse aprender mais um pouco. Conhecer mais de meu interior e, assim, poder efetivamente saber que não é o que toco, mas o que sinto, que faz a diferença em minha vida.

Sei que quebrei paradigmas, valores e padrões... Não importa. Afinal, neste dia é tudo para os meus bens. O que os outros pensam disso é problema deles. O que importa para mim é o que eu penso.
O Universo não cobra a nossa ignorância, cobra nossas atitudes e o que faço com o que eu sei.
Nossos pensamentos podem ser representados por um arco e nossas palavras sempre serão as flechas. Uma vez disparadas criamos com elas uma energia de força incomparável.

Agora conheço, e você também, a força da palavra PARABÉNS. Precisamos usá-la com a intensidade que ela merece.

Sei que nos veremos.
Beijo na alma

Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=09197

Nenhum comentário:

Postar um comentário